Resultados positivos surpreendem mercado imobiliário na pandemia

Aumento do número de vendas se deve a conjunto de fatores que envolvem facilidades de financiamento  

Já não é mais surpresa citar que a pandemia afetou os desempenhos de todos os setores econômicos; mas, por outro lado, é surpreendente a forma como o setor de imóveis reagiu a este cenário. Mesmo enfrentando desafios, principalmente no que diz respeito à digitalização, o setor observou resultados muito positivos no último mês, desde o mercado de alto padrão aos imóveis do Minha Casa Minha Vida.  

O Índice FipeZap comprova este contexto, pois indicou alta nominal de 0,23% do preço médio de venda em maio, superando as variações observadas em abril (0,20%) e em março (0,18%). A Abrainc (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias) também traz dados sobre essa reação do mercado: no trimestre finalizado em abril, o número de unidades vendidas totalizou 29.202, volume 6,7% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado. 

Além da baixa taxa de juros, outros diversos fatores também justificam essa curva no setor de imóveis, como, por exemplo, as melhores condições de financiamento dadas pela Caixa Econômica Federal. O Minha Casa Minha Vida, por exemplo, está representando 71% das vendas de todo país, visto que os consumidores do segmento passaram enxergaram uma necessidade ainda maior de sair do aluguel (já que as prestações da casa própria são semelhantes às do aluguel). 

Alta nas vendas 

A Buriti Empreendimentos, vem acompanhando o ritmo do mercado e também teve resultados animadores mesmo com a pandemia, nos meses de maio a junho, as vendas na Capital e no distrito de Luzimangues cresceram 153%, a explicação para o aumento na busca por terrenos, são também as recentes quedas na taxa Selic, que atingiu 2,25% ao ano e a transformação digital.  

Para o  diretor da Buriti Empreendimentos (TO), Adriano de Lacerda a alta se deve a este conjunto de fatores que está impulsionando o mercado, associada às melhorias digitais que a Buriti promoveu em seus processos. 

“Para melhorar o atendimento aos clientes, o site foi repaginado e disponibilizamos também o aplicativo, “Buriti Empreendimentos Cliente, disponível para ser baixado em iOS e Android, no mesmo, é possível emitir  2ª via de boletos, extratos e imposto de renda, atualização do cadastro, além de outras facilidades focadas no autoatendimento”, explicou o diretor.

A cliente, Maria Aparecida de Melo, que mora no  Estado de São Paulo, é um exemplo, que a transformação digital, na área do mercado imobiliário, veio para ficar,  toda negociação da compra do lote no distrito de Luzimangues foi feita de forma online. “O corretor mostrou o lote de forma totalmente virtual, e após, fechado o negócio, o contrato e boleto foram enviados pelo Correio. O atendimento superou as minhas expectativas”, explicou Maria Aparecida 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar