MPTO disponibiliza canais de comunicação para facilitar denúncias de irregularidade na aplicação da vacina contra Covid-19

A notícia de que em vários locais do Brasil pessoas não inclusas no grupo prioritário para imunização da Covid-19 receberam as primeiras doses da vacina levou o Ministério Público do Tocantins a ampliar seus canais de comunicação para que os cidadãos possam denunciar eventual desrespeito à ordem de vacinação no Estado.

Além de chamadas gratuitas pelo telefone 127, foi disponibilizado o e-mail denunciacovid@mpto.mp.br e um número de whatspp (63) 99100 2720, destinados a receber não somente informações sobre a irregularidade na aplicação da vacina da Covid-19, mas outras situações, como por exemplo, a falta de atendimento médico.

A ouvidoria do Ministério Público também pode ser acessada pelo site mpto.mp.br/web/ouvidoria, no link “manifestação”.

De acordo com o Procurador-Geral de Justiça, Luciano Casaroti, a população pode ajudar a fiscalizar a regularidade da imunização e, por esse motivo, o Ministério Público se preocupou em ampliar os meios para o encaminhamento dessas informações. “Todas as ocorrências recebidas nos canais de comunicação serão processadas e devidamente apuradas. Se constatado algum ilícito, os responsáveis serão acionados judicialmente e responsabilizados”, declarou. (Denise Soares)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar