Roteiros de Estudos norteiam desenvolvimento da aprendizagem na rede pública estadual do Tocantins

Com as aulas em formato não presencial, os roteiros são uma forma de contemplar as necessidades educacionais dos estudantes 

Guilherme Gandara/Governo do Tocantins

O ano letivo de 2021 começou na última segunda-feira, 3, em formato não presencial, na rede pública estadual do Tocantins. As equipes escolares foram orientadas pela Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) e pelas Diretorias Regionais de Educação, Juventude e Esportes (DREs) na elaboração dos roteiros de estudos, que são um dos instrumentos que as escolas e os professores têm para direcionar os estudos individuais dos estudantes em casa. 

A estratégia é utilizada tendo em vista a suspensão das aulas presenciais, em virtude da pandemia. Os roteiros são entregues nas unidades de ensino para os pais ou responsáveis dos estudantes, seguindo os protocolos de biossegurança. E para aqueles que residem na zona rural, a entrega é feita com o transporte escolar de cada município. 

De acordo com a superintendente de Educação Básica da Seduc, Markes Cristiana Oliveira, o formato de aulas, orientado pelos roteiros, foi pensado para contemplar as necessidades educacionais de cada estudante, em consonância com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).  

“Os professores planejam os conteúdos e a estrutura dos roteiros de maneira que os estudantes possam estudar em casa. As estratégias utilizadas nos roteiros buscam envolver a pesquisa, projetos, procedimentos conceituais, procedimentais e atitudinais visando ao desenvolvimento das habilidades dos estudantes, com base na BNCC e no Documento Curricular do Tocantins, para garantir a aprendizagem”, frisou.

Desenvolvimento das atividades

Cada unidade escolar tem autonomia para implementar formas de conectividade e interação com os estudantes, como os grupos de whatsapp. No Centro de Ensino Médio (CEM) Filomena Moreira de Paula, de Miracema, por exemplo, a equipe tem potencializado o trabalho a partir das vivências do ano anterior, quando também foi utilizada essa metodologia, conforme explica a coordenadora pedagógica Luciana Moreira Carneiro de França. 

“Temos preparado os roteiros de estudos, que a princípio realizarão um diagnóstico das habilidades e competências que os estudantes adquiriram em 2020 para, assim, com foco na BNCC, trabalhar de forma a nivelar e ampliar a aquisição de habilidades e competências necessárias para o desenvolvimento do estudante protagonista. Estamos trabalhando por meio de roteiros impressos e cronogramas de atendimentos virtuais aos estudantes para sanar dúvidas ou dificuldades, e utilizaremos os recursos tecnológicos que as famílias dispõem, sempre que possível”, detalhou.

A diretora da unidade de ensino, Gabriela Fernanda do Carmo, disse que a organização para a entrega dos roteiros foi elaborada de acordo com a realidade do município e de forma que todos estejam seguros. 

“Nossos roteiros de estudos são entregues e recolhidos quinzenalmente. Definimos, junto com as famílias, os períodos de retirada e entrega das atividades para preservar a saúde de toda a comunidade escolar. Estamos seguindo todos os protocolos de segurança”, pontuou. 

Após receberem o material, os estudantes devem pesquisar os temas, responder aos roteiros e então entregar na escola para que os professores possam analisar, corrigir e dar o feedback necessário para garantir a aprendizagem. 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar