Projeto da Casa de farinha na Associação Micro Jandira é aprovado pelo CDE-TO

Foi realizada nesta terça-feira (24), em videoconferência, a 100ª Reunião Ordinária do Conselho de Desenvolvimento Econômico do Estado do Tocantins (CDE-TO). No encontro, os conselheiros aprovaram a concessão de incentivos fiscais para empresas e apoio financeiro a projetos de desenvolvimento econômico, entre eles, o da implantação de uma Casa de Farinha na Associação Micro Jandira, na zona rural de Gurupi.

A proposta do projeto foi apresentada pela diretora Municipal de Indústria e Comércio do município, Daniella Vitorino, e pelo servidor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Jonas Barros, ao Secretário de Estado da Indústria, Comércio e Serviços (Sics), Tom Lyra, durante encontro em Palmas no dia 11 de agosto.

No último dia 18, Tom Lyra esteve em Gurupi prestigiando o “Dia Técnico de Mandiocultura”, realizado na Micro Jandira. Na ocasião, ele recebeu do presidente da associação e produtor de farinha, Jorge Cabral, o projeto e o pedido para viabilizar os recursos para implantação da Casa de Farinha e, na oportunidade, o titular da Sics garantiu que o recurso seria viabilizado.

Com a aprovação do CDE-TO, o recurso será utilizado para a construção do espaço e, também, destinado à compra de equipamentos para a produção de farinha. Atualmente, os agricultores da associação produzem 140kg de farinha por dia. Com a implantação do novo espaço, a expectativa é de que a produção chegue a 1.000kg por dia.

Para o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Pedro Dias, esse apoio do governo estadual será fundamental para o aumento da produção e da renda dos produtores. “É preciso que o poder público fomente o desenvolvimento da mandiocultura, pois a mandioca é um alimento rico e que pode ser utilizado para alimentação humana, animal, na indústria farmacêutica e de cosméticos, entre outras utilidades e, além do baixo custo na sua produção, é um produto essencial no cotidiano dos pequenos agricultores”, disse.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar