Alunos da Escola Maria Júlia participam de clube de incentivo à leitura em parceria com o IFTO

O encontro final do projeto acontece nesta sexta-feira, 08, a partir das 14 horas, no auditório da ETI Margarida Lemos

Quarenta e cinco alunos da Escola Municipal Maria Júlia, localizada no Jardim Aureny II, em Palmas, participam desde o dia 27 de setembro do projeto Literaturando: entre textos e (pré)-textos, desenvolvido pelo Instituto Federal do Tocantins (IFTO), campus de Paraíso do Tocantins. Após cinco semanas de estudos mediados pela coordenadora do projeto, a professora do IFTO Márcia Sepúlveda, o encontro final acontece nesta sexta-feira, 08, a partir das 14 horas, no auditório do Cemil – Escola de Tempo Integral Margarida Lemos, e contará com a palestra da defensora pública Téssia Gomes Carneiro.

A obra estudada pelos alunos é o romance ‘Os Miseráveis’, do escritor francês Victor Hugo publicado em1862, em uma versão traduzida e adaptada por Moacir Carrasco. Por meio da história de Jean Valjean, um condenado às galés que consegue fazer fortuna por meio de muito trabalho, o livro aborda a conflituosa França do século XIX, sua desigualdade social e a miséria decorrente.

O projeto consiste em um clube para incentivar a leitura entre o público jovem por meio de rodas de leitura e atividades compartilhadas. Além da EM Maria Júlia, participaram deste primeiro ciclo a unidade de Paraíso do Tocantins do IFTO e o Instituto Federal do Pará (IFPA). O Literaturando conta com a participação de monitores do campus Paraíso nas discussões semanais, nos grupos virtuais do clube e por meio de sprint de leituras (eventos de leitura conjunta ao vivo) na plataforma Twich.

“Esse projeto deveria ser realizado em todas as escolas e em todas as séries. Ler enriquece o vocabulário, estimula a imaginação e nos torna mais inteligentes”, considera Estefany Leite, do 8º ano. Júlia Melo, do 9º ano, ressalta o incentivo ao contato com os livros. “O Literaturando permite compartilhar pensamentos e dúvidas, opiniões de cada um sobre o que foi lido por todos. Eu amo fazer parte, pois me incentivou a ler e compreender os textos”, disse.

Responsável pela execução do projeto na escola, o professor Bruno Moulin Franco destaca o engajamento dos estudantes. “Alunos que nunca leram livros antes estão descobrindo que, mais do que possível, a leitura é algo prazeroso e que pode ser compartilhado. O impacto é muito positivo em toda a comunidade escolar. Os próprios alunos têm incentivado mais colegas a participarem. É incrível!”

O diretor da unidade, Elis Raik Miranda de Carvalho, ressalta que as leituras e estudos coletivos já propiciaram um significativo desenvolvimento aos alunos que participam do projeto, perceptível nas notas. “A quantidade de participantes aumentou da primeira experiência para esta, com o livro Os Miseráveis. Acreditamos que irá crescer mais ainda com o terceiro livro, e envolver a maior parte dos alunos das turmas finais, a partir do 7º ano”, finaliza.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar