Alunos da educação infantil de Gurupi participam de Feirinha de Ciências

Alunos das turmas do matutino e vespertino, compostas por crianças de 1 a 4 anos de idade, passaram pelo seu primeiro grande desafio na vida estudantil. Fazer trabalhos e realizar experiências a serem expostos na primeira Feira de Ciências do Centro Municipal de Educação Infantil (CEMEI) Senador João Ribeiro, no Residencial Nova Fronteira em Gurupi. Alimentação Saudável, Meio Ambiente e Saúde Digestiva estiveram entre os temas desenvolvidos pelos pequenos.

A feira de ciências foi realizada pelas turminhas do berçário II, maternal I e II e pré I e aberta à visitação de familiares e da comunidade. A pedagoga Janaina, que tem dois filhos expondo no evento, ficou encantada com o trabalho das crianças. “Eu achei superinteressante vendo toda essa participação dos meus filhos e das outras crianças em todo esse processo. Eles tiveram uma rotina de ensaio para assim, de forma tão lúdica, aprender. Esse momento, com certeza, vai ficar para sempre na memória deles”, avaliou.

A atividade é inédita para as crianças e também a primeira do CEMEI, que está há menos dois anos em funcionamento. “É um diferencial visto que não é comum na educação infantil esse tipo de atividade escolar, e aí temos um CEMEI tão jovem e em período de pandemia conseguir realizar uma feira de ciência com o intuito de mostrar para aos nossos alunos desde o maternal a importância de se aprender esse componente curricular tão rico que o de ciências”, disse Jônatas Barreto, diretor de gestão pedagógica da Secretaria Municipal da Educação de Gurupi (SEMEG).

Temática

Quatro principais eixos temáticos foram trabalhados nas experiências expostas. No meio ambiente abordou-se a coleta seletiva do lixo com a reutilização dos recicláveis para confecção de brinquedos e jogos educativos. No mesmo tema os alunos do berçário foram responsáveis por plantio de feijão numa mini horta.

Já as crianças do pré I desenvolveram ações reativas ao sistema digestório com exposições sobre alimentação saudável e higiene bucal. “Sabemos que nessa faixa etária é um desafio organizar uma feira como essa, mas nós, graças a Deus, conseguimos. O trabalho das nossas professoras foi muito importante pautado em ludicidade e fiel às quatro temáticas que propomos para esta primeira exposição de trabalhos”, explicou Rose Reis, diretora escolar no CEMEI.

Para a Secretária da Educação de Gurupi, Amanda Costa que esteve visitando a feira, esse tipo de ação realizada pela comunidade é importante no processo de aprendizagem e estão incluídas no Projeto Político Pedagógico (PPP). “O processo científico precisa começar desde os pequenos para que eles percebam que a ciência está à nossa volta, e como são os seus processos. Essas feiras de ciências são um estímulo e tanto, desde muito cedo, a criatividade, a observação e o desenvolvimento das capacidades intelectuais das crianças”, disse a Amanda.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar