Cursos de Artes da Fundação Cultural de Palmas encerram semestre com exposição em Mostra Didática

Ver o resultado do trabalho desenvolvido no decorrer dos estudos do último semestre é uma experiência singular para os alunos de artes visuais da Fundação Cultural de Palmas (FCP) que estão expondo na Mostra Didática de Artes Visuais iniciada nesta terça-feira, 14, no salão de Exposições do Espaço Cultural José Gomes Sobrinho. A abertura da Mostra contou com apresentações do Grupo Instrumental Taquaruçu e dos alunos de Teatro do Centro de Ensino e Treinamento Artístico (Ceta).

A Mostra, que permanece aberta à visitação até 31 de janeiro, das 08 às 19 horas, conta com trabalhos dos alunos de desenho e pintura em tela do Ceta, que são orientados pelos professores Claúdio Montanari e Ronan Gonçalves, e de Aquarela do Espaço +Cultura, com supervisão da professora Marina Boaventura.

Na programação de abertura, o grupo ‘Instrumental Taquaruçu’, formado por alunos da Casa de Cultura Professora Maria dos Reis, coordenado pelo professor Diego Brito, realizou o tributo ‘Brasil Sonoro’ com clássicos da música popular brasileira, como Pixinguinha, Milton Nascimento, Jacob do Bandolim, Cesar Camargo Mariano e Rique Pantoja. 

Já o teatro foi representado pela Cia de Teatro Fernanda Montenegro com a apresentação do fragmento poético do vídeo-arte ‘Homem de uma alma só’, pelo elenco formado pelos alunos da Oficina de formação de atores e plateia do Ceta.

Resultado

“A realização de eventos como a Mostra é uma oportunidade para conferirmos o resultado dos estudos e pesquisas dos alunos, do empenho dos professores, e da gestão municipal em desenvolver ações voltadas à arte-educação”, ressalta a gerente de Projetos da FCP, Luciane de Marque.

Aluna do curso de desenho, Aurora Bernardes, 10 anos, falou da alegria de ter seu quadro, ‘Casa amarela’, exposto. “Eu adoro desenhar paisagens e natureza, o que eu mais gostei do meu quadro foi as cores, amo o amarelo”, disse.

“É com alegria que nós professores organizamos essa Mostra. É prazeroso ver o desenvolvimento dos alunos, eles crescendo na autoestima, nos traços, nas cores e na autoconfiança. É emocionante ouvir os relatos dos pais ao ver a superação dos filhos, mesmo durante um momento tão difícil quanto o que vivemos nesta pandemia”, concluiu a professora de pintura em Aquarela do +Cultura, Marina Boaventura.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar